Aprenda a deixar a casa fresquinha no verão



Este apartamento projetado pela arquiteta Érika Queiroz, de Cuiabá, foi todo pensado para ser mais fresco. O piso frio, as cortinas e as saídas de ar condicionado no teto ajudam a lidar com as altas temperaturas da cidade. Informações: (65) 3627-6525
Foto: Érika Queiroz Arquitetos

Conforme o verão se aproxima as temperaturas sobem e começa a luta contra o calor dentro de casa. Aparelhos eletrônicos como os de ar condicionado são sempre bons aliados nessa batalha, mas algumas pequenas mudaas no espaço interno do imóvel, além da escolha de cortinas e pisos adequados, podem ajudar muito a aumentar a sensação de frescor em salas, quartos e outros ambientes. 
Atuando em Cuiabá, a arquiteta Érika Queiroz tem que lidar com técnicas para fugir do calor em todos os seus projetos. “A cidade é uma panela”, brinca.  Ela conta que procura aproveitar ao máximo as varandas, criando ali espaços para refeições e para convivência. No interior da casa, nada de piso de madeira. “Só uso os cimentícios e vinílicos, que são mais frios”, diz. Tecidos para carpetes e estofados têm que ser adequados: as tramas finas são melhores.
Quem vive em cidades onde o inverno é mais rigoroso, porém, tem que fazer adaptações quando chega o verão.  Ventiladores, aparelhos de ar condicionado e climatizadores são três alternativas possíveis. O desafio é escolher a mais adequada.
O ar condicionado é o mais difícil de instalar. Nos apartamentos, os aparelhos normalmente têm a parte de trás voltada para a varanda, onde o ar quente pode ser descartado. “É preciso criar toda uma tubulação saindo do aparelho até lá”, explica a arquiteta Cristiane Dilly, de São Paulo. Por isso, uma saída pode ser usar um climatizador portátil, que não exige esforço de instalação. Eles não têm a função de resfriar, mas fazem o ar circular e usam vapor d’água para aumentar a umidade.
Ventiladores de teto podem diminuir a sensação de abafado, mas não servem para qualquer ambiente. Eles só podem ser fixados direto na laje e não são uma alternativa para quem já tem forro de gesso em casa.
Se nenhuma das três alternativas bastar, a designer de interiores Marília Caetano, também de São Paulo, recomenda as persianas de tela solar. São cortinas rolô feitas com uma mistura de fibras que bloqueiam os raios do sol melhor que tecidos de algodão.
Outros elementos que podem contribuir para aquecer o ambiente são as luminárias, diz Marília. No verão, a sugestão da designer é reduzir o número de lâmpadas acesas e substituir as incandescentes pelas fluorescentes. Além de reduzir o consumo de energia, a estratégia ajuda a criar maior sensação de frescor.

Postar um comentário

Veja Mais